Hotéis e OTAs: dicas para fugir das altas comissões em reservas

Hotéis e OTAs: dicas para fugir das altas comissões em reservas

Nos últimos anos, quando o poder de compra do brasileiro deu uma guinada positiva e relevante, o turismo teve um crescimento surpreendente. Junto com ele, cresceu também o mercado hoteleiro.

Se para os turistas mais hotéis é sinônimo de mais opções, aos empresários do setor significa aumento na concorrência; e ao setor de inovação a chance de lucrar com isso.

Surgiram sites e app’s, como Trivago, Airbnb e Trip Advisor, entre tantos outros, adorados por conseguir oferecer ao viajante preços mais baixos e melhor qualidade de hospedagem, com consultas simples e intuitivas.

OTAs

Por isso, hoje em dia o hotel que quer atrair novos hóspedes precisa estar muito bem avaliado nessas plataformas onde, junto com as redes sociais, todos vão buscar informações.

Essas ferramentas funcionam também como OTAs (online travel agencies), e sobrevivem graças as parcerias com hotéis, que anunciam e oferecem hospedagem com desconto a quem fizer sua reserva por lá.

E, em geral, são desembolsadas altas comissões para esse serviço de reserva.

Sabe-se que hoje 76% das reservas são feitas através de OTAs, e apesar de elas serem aliadas, é apenas esse grande volume de reservas que faz com que haja um ganha-ganha.

As altas taxas de conversão são o argumento perfeito para que cobrem comissões cada vez maiores.

Mas você tem ideia do motivo de mais pessoas fazerem reservas através delas?

A resposta é que elas são melhores ranqueadas nas ferramentas de busca.

Por isso, neste artigo traremos algumas dicas poderosas para que você alavanque suas reservas diretas, fugindo das comissões, através da potencialização do seu autoatendimento.

Se o seu hotel não está na internet, ele não existe

Esse dica não vale apenas para hotéis, mas todas as empresas.

Há alguns estudos sobre o comportamento de compras atuais e ele aponta para consumidores omnichanels, ou seja, multicanais.

Antes de qualquer compra, eles passam pela internet, comparam preços, consultam a opinião das pessoas através das redes sociais, olham o produto na loja física, e só depois eles completam a compra.

Com os hotéis, não é diferente. Um estudo realizado pela UFMG em 2017 apontou que os consumidores comparam ao menos três preços diferentes antes de fecharem suas reservas, e essa pesquisa é feita através da internet.

Por isso, reforçamos: se o seu hotel não está na internet, ele não existe.

Reservas Mobile

Desde 2015, o celular é o dispositivo mais usado para acessar a internet. Então, essa é a dica mais óbvia que vamos te dar: seu hotel precisa ter um aplicativo que faça reservas através de um dispositivo móvel.

Efeito billboard

O Efeito Billboard é a visibilidade que um hotel ganha por sua exposição em inúmeros canais online, por isso a importância de mantê-lo bem ranqueado, com fotos recentes e informações relevantes.

O Google identificou que mais de metade dos viajantes visitam o site do hotel depois de encontrá-lo em uma OTA, e de acordo com um relatório de 2017, chamado de “O Efeito Billboard: ainda vive e muito bem”, 65% dos consumidores que reservaram diretamente no site do hotel visitaram um site intermediário antes da compra, comprovando os dados do Google.

Isso demonstra que há como usar as OTAs a seu favor quando se trata de reservas diretas.

Foque nas conversões

As métricas são muito importantes quando se fala em converter possíveis hóspedes em hóspedes reais.

Manter um banco de dados que aponte quem teve interesse no seu hotel e usar um canal direto para atraí-lo é uma estratégia que funciona em todos os segmentos, inclusive no hoteleiro, sendo uma forma de atraí-lo até as reservas diretas.

Tenha um programa de fidelidade

Depois da primeira hospedagem, não há motivos nenhum para que a próxima reserva seja feita em através de uma OTA, a não ser um preço mais baixo.

Então, que tal manter um programa fidelidade com descontos e serviços especiais para quem sempre se hospeda no seu hotel?

Esse desconto, com reservas direta, significa preço bom ao hóspede e a ausência da taxa de comissão da OTA para o seu hotel.

“Perca tempo”nas redes sociais

Nenhuma publicidade é tão poderosa quanto a direta, feita boca a boca, que estreita a relação empresa/cliente.

Esteja atento às redes sociais. Interaja, responda, tire dúvidas, faça brincadeiras. Converse com o seu cliente. E sempre o direcione às reservas diretas.

Conquistas demandam trabalho, flexibilidade e algumas mudanças.

Para conseguir administrar esse marketing direto, que leva às reservas feitas diretamente em seu site, sem passar pelas OTAs, contar com um software de gestão especializado em hotéis pode ser um grande atalho.

É claro que as OTAs são importante ferramentas, que precisam ser bem trabalhadas, mas quanto mais autonomia de reservas seu hotel conseguir, melhor para os seus negócios.

Mas, para isso, é preciso sair da zona de conforto.

Gostou das nossas dicas para fugir das grandes comissões e fidelizar clientes?

Conte para a gente como seu hotel lida com a OTAs e a importância que elas têm nas suas reservas.

2018-10-02T10:25:28+00:00 Gestão, Hotelaria, Inovação|

Deixe um comentário

X

Falta pouco! Complete seu cadastro. A equipe Bitz logo entrará em contato!