Como usar indicadores hoteleiros para medir os resultados do seu hotel?

Há vários indicadores no dia a dia da gestão hoteleira.

Produtividade dos colaboradores, otimização dos recursos, financeiro, qualidade de serviço e bom atendimento são alguns pontos que checamos quando vamos analisar nossos resultados.

Mas quem acha que esse itens são suficientes para a sobrevivência em um mercado competitivo, está um tanto quanto enganado.

Essas já são premissas básicas para que uma empresa continue de portas abertas há muito tempo.

Com as constantes turbulências na economia, os mercados, incluindo o hoteleiro, do qual vamos tratar especificamente neste artigo, passam por altos e baixos.

Sobrevivem e prosperam as empresas mais dinâmicas, que conseguem chegar a respostas mais rapidamente sobre como agir diante da instabilidade: quando investir? No que investir? Quando recuar? Onde melhorar? Como reduzir os custos?

Como encontrar essas respostas?

A busca por competitividade implica em cavar oportunidades que deixem a empresa em um melhor posicionamento diante da sua concorrência.

Isso só é possível com o uso de indicadores.

Indicadores, como o próprio nome diz, indicam o andamento do seu hotel, tanto no presente quanto no passado, mostrando os melhores caminhos futuros de forma mais acertada.

São eles que trazem as respostas necessárias às perguntas feitas acima.

Quais são os indicadores hoteleiros?

Os indicadores precisos devem medir a competitividade, que está fundamentada na produtividade, na qualidade e na flexibilidade.

Qualquer empresa deve ter resultados satisfatórios nesses quesitos para justificar a sua existência.

Para um hotel, isso se divide em quatro setores:

Econômico-financeiro

Neste grupo de indicadores estão:

Receita prevista x Receita realizada

Aqui entra a lucratividade, com o ganho obtido sobre o faturamento do hotel.

Despesa prevista x Despesa realizada

Folha de Pessoal, Despesas Administrativas (luz, água, telefone, internet e etc.), Custos Operacionais (café da manhã, lavanderia e etc.) e assim por diante.

ROI: Quanto o hotel ganhou ou perdeu com os investimentos feitos.

Diária média: Divide-se a receita advinda do aluguel das unidades habitacionais pelo número total de quartos ocupados.

Atendimento ao cliente

Índice de satisfação do hóspede: Medido normalmente por um formulário em escala, essa tabela não aponta hóspedes insatisfeitos.

Índice de reclamações de hóspedes: O índice de reclamações do hóspede é medido através da porcentagem de hóspedes que registram alguma reclamação.

Índice de intenção de retorno ao hotel: Essa métrica indica o número de hóspedes que retornam ao hotel e quantas vezes repetem as visitas.

Índice de cancelamento: Percentual de cancelamento de reservas por canal de venda.

Sazonalidade

Eficiência operacional

Taxa de ocupação: A razão entre os quartos ocupados e os quartos disponíveis.

RevPAR: Receita por quarto disponível. Para calcular, pode-se usar Rev​enue Management em hotéis como gerenciamento de receita.

Índice de comparação com a concorrência: É medido através da porcentagem de hóspedes que dizem que o hotel é melhor que outros hotéis do mesmo padrão.

Recursos humanos

Índice de turn over: A razão entre o número de empregados demitidos e de empregados admitidos e o total de empregados.

Índice de treinamento: A razão entre as horas de treinamento e o total de horas de trabalho.

Valor investido em treinamento: Índice de frequência de acidentes de trabalho

Salário médio

Como avaliar tantos números?

O ideal é que uma pessoa fique responsável por todas essas métricas. Ela vai definir de quanto em quanto tempo cada avaliação será realizada e apresentar para cada setor responsável, preferencialmente em forma de gráfico e com sugestões para que os índices estejam sempre crescendo de forma positiva.

De nada adianta ter tantas métricas em mãos se elas não forem utilizadas para traçar estratégias.

Outro ponto importante é que elas devem ser de fácil compreensão, para facilitar o acompanhamento e a medição.

O uso de tecnologias específicas, como um software de gestão hoteleira, pode ser um ótimo parceiro na hora de analisar tantos números. Eles estabelecem uma análise gerencial confiável por permitir mais precisão de cálculos e dados armazenados.

Se interessou em saber como andam seus indicadores? Conta pra gente o que apontam as suas métricas. E conte com a gente para qualquer dificuldade ou dúvida!

Por que você precisa de um software de gestão em seu hotel

2018-07-02T18:09:15+00:00 Gestão, Hotelaria|

Deixe um comentário

X

Falta pouco! Complete seu cadastro. A equipe Bitz logo entrará em contato!